Viagens/Trips

Atacama, Chile

Atacama, Chile

(English version: go to the bottom of the text)

texto e fotos por Fábio Matuzawa © (instagram @fmatuzawa)

 

Desde que comecei a fotografar, há dois anos e meio, fui atraído logo de cara por fotos de longa exposição, influenciado principalmente pela astro fotografia. Quando vi a primeira foto da Via Láctea passei a caça-la onde quer que eu fosse. Esse gosto por fotografar o céu despertou em mim a vontade de conhecer o Atacama, famoso por ter um dos céus mais limpos e estrelados do mundo.

No começo deste ano, eu estava com umas milhas para vencer e pensei “essa é a hora!”. Uma dica muito importante na hora de fechar a viagem pensando nesse tipo de fotografia é programar as datas de acordo com a Lua Nova. A claridade da Lua Cheia ofusca o brilho das estrelas dificultando a visualização e a fotografia da Via Láctea.

 

O que levar…

 

Eu viajei no fim do inverno. As temperaturas variaram entre 8° e 26° graus Celsius, na média. Pensando nessa grande variação térmica, levei roupas leves para o dia, mas também fleece, segunda pele, jaqueta e calça impermeável (principalmente porque o objetivo era passar várias noites fotografando, e as noites são bem frias). Uma boa bota de trilha pode ser interessante mas não chega a ser um item obrigatório.

Sobre equipamentos, o que não pode faltar é a câmera, tripé, lentes (de grande angular para as fotos das estrelas a pequenas teles para detalhes de paisagem e pessoas), uma lanterna (headlamp se possível) e controle remoto da câmera para as fotos de longa exposição.

O Chile é um país caro. Se você gosta de guloseimas e snacks como chocolate, barras de cerais, Pringles, etc., vale muito a pena coloca-los na mala. Por exemplo: uma barra de chocolate normal (ao leite) em San Pedro de Atacama custa aproximadamente 2000 pesos o que equivale a mais ou menos R$13,00 Reais. Bem caro!

 

Começando…

 

Chegando ao aeroporto de Calama, é necessário pegar um transfer para San Pedro de Atacama. Saindo na área de desembarque, à esquerda, você encontrará diversas agências de transfer. O preço parece ser tabelado: 10000 pesos o trecho. No entanto, se você comprar ida e volta na hora, as empresas fazem um desconto e a volta sai por 8000 pesos (2000 de economia – já dá pra comprar o chocolate! Rs). Optei pela empresa Transfer Andino e deu tudo certo. Na ida me deixaram na frente do hostel e na volta me buscaram no  hostel horário combinado.

O centro turístico da cidade de San Pedro de Atacama é bem charmoso: são em torno de 6 travessas com muitas casas feitas de barro, lojas variadas, muitas agências de turismo e diversos restaurantes. Existem restaurantes para todos os tipos de gostos e bolsos, de comidas mais sofisticadas a comidas locais. O valor médio de uma refeição barata fica em torno de 6000 a 10000 pesos.

Uma dica é deixar para reservar todos os seus passeios na hora, pois assim você pode pesquisar os preços e tentar descontos. Existem tours para praticamente todos os lugares,  todos os dias, feitos por diversas agências, então não se preocupe.

 

O que fazer…

Se você procura festas aqui não é o seu lugar. Por aqui você irá encontrar no máximo alguns bares com música ao vivo e praticamente tudo fecha a 01:00 (1am). Por outro lado, se você procura muita natureza, paisagens surreais e aventura, veio ao lugar certo.

Há passeios para todos os gostos. Se você gosta de fazer trilhas e escalar montanhas há passeios de 1 ou 2 dias para subir vulcões como o Licancabur (A agência Vulcano Expediciones me pareceu ser a melhor)

Também existem tours mais tranquilos que vão para as lagunas escondidas, piedras rojas e lagunas altiplanicas, salar de Tara e geygers del Tatio. Para todos esses lugares você pode contratar um passeio por uma agência, ir de carro com um guia ou ainda ir por conta própria, com a ajuda de um GPS.

Há também muitas atrações no entorno de San Pedro de Atacama então, se você tiver disposição, pode fazer quase tudo de bicicleta. Há vários lugares que alugam bicicleta (3000 pesos por 6h). Eu aluguei quase todos os dias e sinceramente foi a melhor coisa que eu fiz. A bicicleta te dá mais independência: você vai na hora que quer, para onde você quer e demora o quanto quiser – faz tudo no seu próprio tempo.

As atrações ao redor de San Pedro de Atacama são Valle de la Luna, mirador del Coyote e mirado del Valle de Marte, Valle del Marte, Catarpe (onde se encontra a garganta del diablo) e Pukara de Quitor. Todos esses lugares são incríveis, com paisagens impressionantes! O único lugar que para mim não valeu a pena foi Pukara de Quitor, todos os outros você precisa conhecer!

 

Espero que tenha gostado do texto e que ele seja útil para te ajudar a planejar sua próxima aventura. Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário ou me escreva um e-mail que eu responderei assim que possível… até a próxima!

Para ver todas as fotos que tirei do Atacama click aqui !

 

 

 

Atacama, Chile

text and photos by Fábio Matuzawa © (instagram @fmatuzawa)

 

Since I began photographing two and a half years ago, I was immediately attracted by long-exposure photos, influenced mainly by the astro photograph. When I saw the first photo of the Milky Way I went hunting it wherever I went. This taste for photographing the sky awakened in me the desire to know the Atacama, famous for having one of the cleanest and starry skies in the world.

Earlier this year, I had a few miles to expire and I thought, “This is the time!” A very important tip when you are planning this trip thinking about this type of photography, is to schedule the dates according to New Moon. The brightness of the Full Moon obscures the brightness of the stars making it difficult to see and photograph the Milky Way.

 

What to take…

 

I traveled at the end of winter. Temperatures ranged from 8 to 26 degrees Celsius on average. Thinking about this great thermal variation, I took light clothes for the day, but also fleece, second skin, jacket and waterproof pants (mainly because the goal was to spend several nights photographing, and the nights were cold). A good trail boot might be interesting but it is not a required item.

On equipment, what you can not miss is the camera, tripod, lenses (from wide-angle to the photos of the stars to small teles for details of landscape and people), a flashlight (headlamp if possible) and remote control of the camera for the photos long exposure.

Chile is an expensive country. If you like, bring goodies and snacks like chocolate, bars of cerals, pringles, etc., it is well worth putting them in the suitcase. For example: a normal chocolate bar (milk) in San Pedro de Atacama costs approximately 2000 pesos which equals roughly US$ 3,00. Kind of expensive!

 

Starting…

 

Arriving at Calama airport, it is necessary to take a transfer to San Pedro de Atacama. Leaving the landing area on the left you will find several transfer agencies. The price seems to be tabulated: 10000 pesos. However, if you buy the round trip on time, companies make a discount and the return goes for 8000 pesos (2000 economy – you can buy chocolate! hehe). I chose Transfer Andino and it worked well. On the way they left me in front of the hostel and on the way back they picked me up on the hostel at the arranged time.

The tourist center of the city of San Pedro de Atacama is very charming: they are around 6 streets with many houses made of clay, varied shops, many tourist agencies and several restaurants. There are restaurants for all kinds of tastes and pockets, from more sophisticated food to local foods. The average value of a cheap meal is around 6000 to 10000 pesos.

A good tip is to leave to book all your tours on time so that you can research prices and try rebates. There are tours to just about every place, every day, done by various agencies, so do not worry.

 

What to do…

 

If you are looking for parties here is not your place. Around here you will find at most some bars with live music and practically everything closes at 01:00 (1am). On the other hand, if you are looking for lots of nature, surreal landscapes and adventure, you have come to the right place.

There are tours to suit all tastes. If you like to do trails and climb mountains there are 1 or 2 day trips to climb volcanoes like the Licancabur (The agency Vulcano Expediciones seemed to me the best)

There are also other tours that go to the hidden lagoons, red stones and altiplanic lagoons, Tara Salt Flats and Tatio geygers. For all those places you can hire a tour by an agency, go by car with a guide or even go on your own with the help of a GPS.

There are also many attractions in the vicinity of San Pedro de Atacama so if you are willing, you can do almost anything by bike. There are several places that rent a bike (3000 pesos per 6h). I rented almost every day and honestly it was the best thing I did. The bike gives you more independence: you go whenever you want, where you want and take as long as you want – do everything in your own time.

The attractions around San Pedro de Atacama are Valley of the Moon, Mirador del Coyote and Mirador del Valle de Marte, Valle del Marte, Catarpe (where the Devil’s Gorge is located) and Quitor’s Pukara. All of these places are amazing with stunning scenery! The only place that was not worth it to me was Pukara de Quitor, all the others you need to go!

 

I hope you have enjoyed the text and that it will be useful to help you plan your next adventure. If you have any questions, leave a comment or write me an email that I will respond as soon as possible … until the next time!

To see all the photos I took of Atama click here !

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *