BlogViagens/Trips

Bueno Brandão, Brazil

(English version: go to the bottom of the text)

texto e fotos por Fábio Matuzawa © (instagram @fmatuzawa)

Para você que quer fugir da cidade grande e gosta do clima de montanha e tranquilidade, vale a pena dar uma chegada em Bueno Brandão. Uma cidadezinha com aproximadamente 11 mil habitantes, localizada no sul do estado de Minas Gerais, no meio da Serra da Mantiqueira a 1.200m de altitude e cercada de montanhas que chegam até 1.750m.

Bueno Brandão fica à 165km de São Paulo, cerca de 3h de carro, e é uma das cidades menos conhecidas da região mineira da Serra da Mantiqueira. Ouvi pela primeira vez falar dela através do meu amigo Matheus , que é fotógrafo também. Na época, ele tinha ido para lá e me mostrou a foto de uma cachoeira com a Via Láctea em cima dela, e na hora eu pensei “eu também quero! “.

Uma semana antes de ir para Bueno Brandão eu tinha acabado de chegar de uma travessia nos Lençóis Maranhenses,todo empolgado com a viagem e com as fotos da Via Láctea que eu tinha conseguido fazer lá. Sabendo que a próxima lua nova seria bem no final de semana seguinte, e que o tempo estaria perfeito para astrofotografia, comecei a pensar nas opções de onde eu poderia ir para fotografar. Quando lembrei da foto do Matheus, não tive mais dúvidas e comecei a pesquisar mais sobre Bueno Brandão.

O que mais me atraiu foi que a cidade tem dezenas de cachoeiras, várias delas com fácil acesso, e muitos lugares para prática de mountain bike. Além disso, como toda cidadezinha mineira, a gastronomia regional é uma delícia. Eles usam muito a produção local de alimentos na elaboração dos pratos nos restaurantes da cidade, como queijos, linguiças especiais, geleias de frutas, verduras, etc.

O melhor caminho para chegar de carro, na minha opinião, é pela rodovia Fernão Dias até a saída 22 para Bragança Paulista/Socorro, depois segue pela BR146 e mais a frente por outras rodovias menores. O importante é seguir a rota no GPS que passa por Socorro. Infelizmente não vi uma opção que vá de ônibus direto, seria necessário pegar um ônibus até socorro (R$47,00) e depois ir de taxi até Bueno Brandão.

O que levar…

Bom aqui é um pouco particular, mas lembre-se que é uma região de montanha, portanto faz um friozinho – principalmente durante a noite! Se você gosta de pedalar vale demais levar a sua bike, pois há bastante trilhas e locais para mountain bike.

Sobre equipamentos de fotografia, não esqueça a sua câmera e uma lente versátil (no meu caso levei uma 24-70mm). Para quem tem, definitivamente vale a pena levar um filtro ND, um tripé e um controle remoto para capturar longas exposições das dezenas de cachoeiras que tem por lá.

O que fazer…

A principal atividade é visitar algumas das dezenas de cachoeiras que existem por lá. Eu visitei 5 delas que o Flavio (proprietário dos chalés Pedacim do Céu, onde me hospedei) indicou.

Começando pela cachoeira do Machado 1, que fica de frente para as varandas dos chalés no Pedacim do Céu, é uma das mais bonitas na minha opinião! Tem fácil acesso, um bom volume d’água e é possível tomar banho. Há uma taxa de preservação de R$7,00 caso você não esteja hospedado lá.

Pertinho tem a cachoeira do Machado 2, onde o acesso depois de estacionar o carro é por uma pequena trilha. É a queda d’água mais alta de todas, porém com pouco volume d’água e não tem profundidade para banho (ao menos nessa época que visitei). Não tem nenhuma estrutura, e a taxa de preservação é de R$5,00.

A terceira que visitei foi a cachoeira dos Felix, já conta com uma boa estrutura e o acesso é por uma trilha feita com pneus. Dizem que tem uns 300 degraus até a cachoeira, eu não contei hehe… É uma cachoeira bem bonita, tem uma queda de alta e grande volume d’água. É boa para tomar banho e a taxa de preservação é de R$10,00 sendo que R$3,00 vira consumação na lojinha deles.

As cachoeiras dos Luis e Santa Rita já ficam mais longe, de onde fiquei hospedado aproximadamente 26km pelas vias que seriam melhores para ir de carro, e de bicicleta 21km.

A cachoeira dos Luis é que tem a melhor estrutura de todas que visitei, com restaurante  e atrações de aventuras como tirolesa, entre outras. O acesso é fácil, por um gramado e depois acessa uma pequena trilha. Das que visitei, é a que tinha o maior volume d’água e a segunda queda mais alta. Também tem duas piscinas naturais para banho, e a taxa de preservação é de R$10,00.

A cachoeira Santa Rita fica cerca de 1km das cachoeiras dos Luis. É uma cachoeira com uma queda d’água parecida com a do Machado 1 e com bom volume d’água. Bom para banho e com um diferencial que parece uma ‘prainha’. Há uma pequena estrutura no local, o acesso é fácil e a taxa de preservação é de R$5,00.

Todas essas cachoeiras você consegue chegar de carro ou de mountain bike. Mas como conhecer pedalando é muito mais legal, segue o link do caminho de bike para seguir pelo Wikiloc, ele começa no camping Pé na Trilha, mas você consegue adaptar o caminho independente de onde você estiver hospedado.

Além das atividades ao ar livre, vale a pena conhecer a gastronomia local. Do dia 28 junho à 06 de agosto de 2019 está acontecendo o tour gastronômico de Bueno Brandão que está em sua 9º edição, onde os estabelecimentos locais participantes criam um prato especial com ingredientes produzidos localmente. O que me contaram é que geralmente esses pratos que foram criados na época do tour acabam ficando no cardápio mesmo depois do final do evento, então quem visitar fora desta época provavelmente também poderá experimentá-los.

Fotografia…

Os fotógrafos que gostam de longa exposição vão se divertir, como falei anteriormente, há dezenas de cachoeiras para serem fotografadas. Além disso, durante a noite dá para fazer fotos da Via Láctea, já que é uma região de montanhas e propriedades rurais tornando a poluição luminosa menor. Ah…a dica preciosa é que, na astrofotografia, é fundamental escolher um final de semana de Lua nova, pois a Lua cheia deixa o céu muito claro, apagando as estrelas.

Onde ficar…

Eu indico definitivamente os Chalés do Pedacim do Céu(+55 35 98142221). O lugar é bem charmoso o café da manhã é incrível, além da hospitalidade do Flávio. Outra opção bem comentada em outro relatos é do camping Pé na Trilha (+55 35 99795130). Bom, opções de hospedagem não irão faltar, tem várias por lá para todos os bolsos e gostos.

Dicas importantes…

Não esqueça do protetor solar para os banhos e passeios de bicicleta.

Um repelente para o entardecer também é bem útil.

Carregue alimentos e água para passar o dia.

Ter uma lanterna (headlamp é bem bacana) para fazer as fotos de estrelas.

Preservar a natureza é fundamental, então faça sua parte.

Aproveite o som da natureza e o renove as energias nas águas das cachoeiras.

Pesquise antes e programe as visitas nas cachoeiras, pois o sol se põe cedo.

Espero que tenha gostado do texto e que ele seja útil para te ajudar a planejar sua próxima aventura. Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário ou me escreva um e-mail que respondo o mais breve… até a próxima!
*para ver mais fotos clique aqui! 🙂

English Version:

text and photos by Fábio Matuzawa © (instagram @fmatuzawa

For you who wants to get away from the big city and like the mountain climate and tranquility, it is worth taking a look at Bueno Brandão. A small town with approximately 11,000 inhabitants, located in the south of the state of Minas Gerais, in the middle of the Serra da Mantiqueira at 1,200m altitude and surrounded by mountains that reach up to 1,750m.

Bueno Brandão is 165km from São Paulo, about 3h by car, and is one of the least known cities in the Minas Gerais’s Serra da Mantiqueira region. I first heard of her through my friend Matheus , who is a photographer too. At the time, he had gone there and showed me the photo of a waterfall with the Milky Way on top of it, and I thought “I want this shot too! “.

A week before going to Bueno Brandão I had just arrived from a crossing in the Lençóis Maranhenses, all excited about the trip and the Milky Way’photos I had managed to do there. Knowing that the next new moon would be well the following weekend, and that the weather would be perfect for astrophotography, I began to think about the options of where I could go to photograph. When I remembered the photo of Matheus, I had no more doubts and started to research more about Bueno Brandão.

What attracted me most was that the city has dozens of waterfalls, several of them with easy access, and many places to practice mountain biking. In addition, like every Minas Gerais’s town, regional gastronomy is a delight. They use a lot of local food production in the elaboration of dishes in the city’s restaurants, such as cheese, special sausages, fruit jellies, vegetables, etc.

The best way to get there by car, in my opinion, is by the Fernão Dias highway to exit 22 for Bragança Paulista / Socorro, then take the BR146 and further along other minor roads. The important thing is to follow the GPS route that passes through Socorro. Unfortunately, I did not see an option that goes direct by bus, it would be necessary to take a bus to Socorro (R$47.00) and then go by taxi to Bueno Brandão.

What to take…

Well here is up to you, but remember it’s a mountain region so it’s a chill weather – especially at night! If you like to mountain biking it is worth too much to take your bike, as there are enough trails and places for mountain biking.

On photographic equipment, do not forget your camera and a versatile lens (in my case I took a 24-70mm). For those who have, it is definitely worth carrying an ND filter, a tripod and a remote control to capture long exposures of the dozens of waterfalls that have there.

What to do…

The main activity is to visit some of the dozens of waterfalls that exist there. I visited 5 of them that Flavio (owner of the chalets Pedacim du Céu, where I stayed) indicated.

Starting at Machado 1 waterfall, which faces the balconies of the chalets at Pedacim do Céu, it is one of the most beautiful in my opinion! It has an easy access, a good amount of water and it is possible to bath. There is a preservation fee of R$7.00 if you are not staying there.

Close by, there is the Machado 2 waterfall, where access after parking the car is by a small trail. It is the highest waterfall of all, but with little volume of water and has no depth for bathing (at least at that time I visited). It has no structure, and the preservation rate is R$5.00.

The third one I visited was the dos Felix waterfall, this one has a good structure and access is by a trail made with tires. They say it has about 300 steps down to the waterfall, I did not count hehe … It is a very beautiful waterfall, it has a high water fall, and It is good for bathing. The preservation rate is R$10.00 and R$3.00 turns consuming in their shop.

The waterfalls dos Luis and Santa Rita are farther away, from where I stayed about 26km along the roads with better conditions to go by car, and 21km on the route for mountain biking.

The dos Luis waterfall is the one which has the best structure of all that I visited, with restaurant and s adventure attractions like Tyrolean, among others. Access is easy on a lawn and then accesses a small trail. Of all I had visited this one got the largest volume of water and the second highest fall. It also has two natural pools for bathing, and the preservation rate is R$10.00.

The Santa Rita waterfall is about 1km from dos Luis waterfall. It is a waterfall with a fall similar to that of Machado 1 and with a good volume of water. Good for bath and with a differential, it has a small beach. There is a small structure, access is easy and the preservation fee is R$5.00.

All these waterfalls you can go by car or mountain bike. But on a mountain bike  is much cooler, follow the link of the bike path at Wikiloc, it starts at the Pé na Trilha camping, but you can adapt the path regardless of where you are staying.

In addition to outdoor activities, it is worth knowing the local cuisine. From June 28 to August 6, 2019 is happening the gastronomic tour of Bueno Brandão that is in its 9th edition, where the local establishments participating create a special dish with ingredients produced locally. What I was told is that usually these dishes that were created at the time of the tour end up staying on the menu even after the end of the event, so anyone visiting outside of this season will probably also be able to try them out.

Photography…

Photographers who enjoy long exposure will have a great time, as I said earlier, there are dozens of waterfalls to be photographed. In addition, during the night you can take photos of the Milky Way, as it is a region of mountains and rural properties making the light pollution less. Ah … the precious tip is that in astrophotography, it is fundamental to choose a new moon weekend, because the full moon leaves the sky very bright, erasing the stars.

Where to stay…

I definitely recommend the Chalets Pedacim do Céu(+55 35 98142221). The place is very charming the breakfast is amazing, plus the hospitality of Flávio. Another option well commented in other reports is the camping Pé na Trilha (+55 35 99795130). Well, hosting options will not be lacking, there are several over there for all pockets and tastes.

Important Tips …

Do not forget the sunscreen for the baths and bike rides.

At dusk, some fly repellent is also very useful.

Load food and water for the day.

Have a flashlight (headlamp is cool) to make the photos of stars.

Preserving nature is key, so do your part.

Enjoy the sound of nature and renew your energies in the waters of the waterfalls.

Pay attention in what time of the day you schedule visits to the waterfalls, as the sun sets early.

I hope you have enjoyed the text and that it will be useful to help you plan your next adventure. If you have any questions, leave a comment or write me an email that will respond as soon as possible … until the next!
*to see more photos click here! 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *